Notícias


13 de outubro de 2021

Estados divulgam apoio, e municípios estão divididos sobre PEC 110/2019

 

A PEC 110/19, da reforma tributária, cujo novo parecer foi divulgado na última terça-feira (05/10) pelo relator, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), recebeu apoio dos estados, mas tem dividido os municípios.

O texto tem apoio do Comitê Nacional dos Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz) e da Confederação Nacional de Municípios (CNM). As manifestações são relevantes porque, historicamente, estados e municípios questionam eventual perda de autonomia e arrecadação decorrentes das propostas de reforma tributária. A Frente Nacional de Prefeitos (FNP), no entanto, critica o relatório da PEC 110/2019.

O principal ponto da proposta é a unificação do PIS, Cofins e IPI em um único imposto federal, assim como a unificação dos tributos estaduais e municipais do ICMS e ISS em um segundo imposto. O JOTA listou ponto a ponto do parecer.

Rocha divulgou na última terça-feira (05/10), em reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), representantes dos entes federados e o ministro Paulo Guedes, o novo parecer.

Após a apresentação formal do parecer, a proposta deve ser votada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). A PEC conta com o apoio do presidente do Senado e pode ser votada em dois turnos ainda em outubro pelos senadores. Aprovado no Senado, o texto segue para a Câmara.

“A Confederação Nacional de Municípios (CNM) e as entidades estaduais de Municípios, cientes da necessidade de um modelo atualizado de sistema tributário no Brasil, que persiga e busque proporcionar a simplificação, a redução dos conflitos, a ampliação da segurança no sistema tributário e, consequentemente, impulsione o desenvolvimento econômico e social do Brasil, vêm a público expressar seu apoio no encaminhamento e na aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 110/2019”, diz a nota da confederação.

Na contramão da CNM, a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) divulgou na última quarta-feira (6/10) nota em que criticou o parecer do senador Roberto Rocha. Para a FNP e outras 120 entidades que assinam o documento, a simplificação da tributação do consumo não passa necessariamente pela junção de tributos, “mas sim [pelo] enfrentamento de problemas específicos dos tributos atualmente existentes”, em especial o ICMS, o PIS e a Cofins. As entidades afirmam que a complexidade e o alto grau de litígio do sistema tributário podem ser superados com a unificação da legislação do ICMS dos estados e do ISS dos municípios.

Para a FNP, a unificação do ISS e do ICMS proposta pela PEC comprometerá a arrecadação das médias e grandes cidades. “Mostram-se preocupantes as propostas de reformas disruptivas que não apresentem qualquer memória de cálculo segura, majorem significativamente a carga tributária dos setores econômicos que mais empregam, ou que afetem a autonomia financeira dos entes federados”, diz nota divulgada pela FNP.

As entidades apoiam o “Simplifica Já”, proposta apresentada à PEC 110/2019 por meio da emenda substitutiva 146, do senador Alexandre Giordano (MDB-SP).

O Comsefaz divulgou na última terça-feira (5/10) nota de apoio à PEC 110/19. De acordo com o texto, apesar de os estados preferirem “a instituição de um único imposto sobre o consumo, que reunisse todos os tributos (federais, estadual e municipal)”, o comitê elogia a simplificação, a não cumulatividade plena, a manutenção da Zona Franca de Manaus e o fato de as unidades da federação terem autonomia para fixar alíquotas.

Entidades que representam servidores das carreiras específicas da Administração Tributária da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, divulgaram uma carta aberta em que manifestaram  apoio à PEC.

“As entidades aqui congregadas reafirmam seu compromisso e seu apoio à construção plural da reforma tributária, que vise justiça social, segurança e racionalidade ao sistema tributário, bem como permita o exercício pleno e republicano das administrações tributárias das três esferas, com preservação de suas competências e garantias de suas autonomias, bem como aproveitando seus investimentos em recursos humanos, modernizações e suas expertises próprias adquiridas ao longo de décadas”, diz a nota.

Fonte: JOTA

Aniversariantes do mês


outubro 2021

  • 01.  MARIA IRAMA CARDOZO PIRES
  • 01.  JOSE BILRO MACHADO
  • 01.  MARCOS ANTONIO DA COSTA
  • 01.  CLEA CAMPELO REVOREDO
  • 02.  ANTONIO EDIVALDO DE SOUZA RIBEIRO
  • 02.  MARIA CICERA GOMES DE LIMA
  • 02.  MARIA RAMOS TEIXEIRA SOUZA
  • 03.  MARCOS ANTONIO DA COSTA SILVA
  • 03.  ORNILA DE OLVEIRA DIAS
  • 03.  JORGE GOMES DE VASCONCELOS
  • 03.  IVANILDA BERNARDINO DE OLIVEIRA
  • 04.  CIRO UCHOA AZEVEDO DE ARAUJO
  • 05.  MARIA FLORENCIA CHAVES DANTAS BARRETTO
  • 05.  MARIA DORIENE DA SILVA MAIA
  • 05.  MAGNA MARIA DIOGENES
  • 05.  EDMILSON ALVES MIRANDA
  • 05.  MARIA CELIA DA NOBREGA GUERRA
  • 05.  TARCISIO GADELHA FERNANDES
  • 05.  ANTONIO FRANCISCO VIEIRA CARVALHO
  • 05.  ADRIANO ALMEIDA RODRIGUES
  • 06.  ALYNE DE OLIVEIRA BAUTISTA
  • 07.  AUREO TAVARES DE ARAUJO FILHO
  • 08.  SONIA CAMARGO
  • 08.  ROGERIO GARCIA DANTAS
  • 09.  JOSE HELIO SOARES DA SILVA
  • 09.  FRANCISCO GILMAR FONSECA DE FARIAS
  • 09.  MAICON EVANDRO DE OLIVEIRA CRUZ
  • 10.  LEVI GOMES
  • 11.  LUILSON NUNES DE ALMEIDA
  • 11.  MARIA APARECIDA BANDEIRA
  • 11.  CLAUDIVINO MACARIO DE OLIVEIRA
  • 12.  ROSANGELA HOLANDA DE OLIVEIRA
  • 13.  ANA MARIA DE FARIAS
  • 14.  MARIA DE LOURDES VIDAL DE NEGREIROS
  • 14.  JADSON LUIZ UMBELINO DE FARIAS
  • 15.  ELITA EDITE XIMENES
  • 15.  ODACYR MEDEIROS DE AGUIAR
  • 15.  CLAUDENER RENATO FERNANDES DOS SANTOS
  • 15.  GUACY DO LAGO MOURA
  • 15.  MARIA ILZA BEZERRA BARBALHO DE MEDEIROS
  • 15.  HERLON EMANUEL RAMOS PAIVA
  • 16.  RENIO PALMEIRA DE ARAUJO
  • 16.  EDDIE NEYDSON SARAIVA FEIJO
  • 18.  GILDEMAR AZEVEDO BARACHO
  • 18.  ENILDO ALVES GAMA
  • 18.  MARTA MARIA FAGUNDES GALVAO
  • 18.  CASSIA MARIA DE SOUSA
  • 18.  ANAILDA PEREIRA DE ARAUJO
  • 18.  RANIERY ALVES DE OLIVEIRA
  • 19.  MARYSE MASSENA MISIEC
  • 21.  OSCAR CAFE FREIRE
  • 21.  MOISES MATTOS DA CONCEIÇAO
  • 21.  TEREZINHA LINS CALDAS
  • 23.  CAERLITA LUCENA DE FREITAS
  • 23.  SEBASTIAO CASSIS DA SILVA
  • 23.  EDNALDO BARBOSA DE SOUZA
  • 23.  JOSILENE MACIEL DA SILVA FERNANDES
  • 23.  HILTON PAIVA DE MACEDO
  • 23.  EDSON SEABRA TERCEIRO
  • 24.  SERGIO BENE FLORENCIO
  • 24.  ECILDA BATISTA DE AZEVEDO
  • 25.  ALEXANDRE LUIZ ARAUJO DE SA
  • 25.  MARIA LUIZA CAMARA ALMEIDA
  • 25.  ANTONIO MAIRTON M DE OLIVEIRA FILHO
  • 25.  GEORGE CHRISTIAN BASILIO THÓ
  • 25.  MANOEL SABINO FILHO
  • 26.  FRANCISCA CANINDE SMITH
  • 26.  SIDNEY PAULA TORQUATO
  • 27.  FRANCISCO SILVA DE SOUSA
  • 27.  JUAN DARBY DE OLIVEIRA MACIEL
  • 28.  MARIA ELISABETE DANTAS DE OLIVEIRA
  • 28.  MARLI ARAUJO DE BARROS
  • 28.  MARIA WILMA MORAIS DE OLIVEIRA
  • 28.  JAIRO MARANHAO JUNIOR
  • 28.  MARIA BARROS DA CAMARA AZEVEDO
  • 28.  ENY BEZERRA DA CRUZ SOUZA
  • 28.  JOSEBERTO MACIEL TEIXEIRA
  • 28.  MARIA DALVA ANISIA VIANA
  • 28.  ANA EMILIA BEZERRA DE FARIAS
  • 29.  UBIRAJARA DE MACEDO VIRGINIO
  • 29.  RICARDO HENRIQUE DA FONSECA RODRIGUES
  • 29.  JOAO NETO BARBOSA
  • 29.  SILVIO CESAR RODRIGUES
  • 30.  MARCOS ANTONIO CASSIANO DA SILVA
  • 31.  CREUZA DE LIMA SILVA PEREIRA
  • 31.  JOSE RINALDO FIUZA LIMA
  • 31.  BARTOLOMEU DE SOUZA ALMEIDA
  • 31.  ROQUE AFONSO DA CUNHA

instagram